Amazonas Destaques Manaus

Arthur Neto vai à zona Norte conhecer projeto social com a prática do jiu-jitsu

Fotos – https://flic.kr/s/aHBqjzMitt (Karla Vieira / Assessoria AVN)

Apaixonado por esportes, principalmente pelo jiu-jitsu, modalidade que ajudou a desenvolver no Amazonas, o pré-candidato do PSDB-AM ao Senado, Arthur Virgílio Neto, aproveitou a noite de terça-feira (26.4) para conhecer o projeto social “Mais que Vencedores”, desenvolvido pelo mestre Kennedy Vilaça e que atende 75 crianças e jovens do Manoa, zona Norte de Manaus. “Sou apaixonado pelo jiu-jitsu e sempre acreditei que o esporte transforma vidas”, afirmou Arthur, que é faixa vermelha 9º grau.

Ele fez questão de destacar a sensibilidade e o comprometimento do mestre Kennedy com a formação moral de seus alunos e bolsistas, uma vez que estimula crianças e jovens a saírem das ruas para que se dediquem à prática da arte suave. “O jiu-jitsu tem uma importância enorme para mim porque muito do meu caráter se deve ao que aprendi no esporte. Nos tornamos imbatíveis. A vontade de não desistir nunca é sempre maior. Quem faz esporte com amor dificilmente perde na vida, pela disciplina, pela vontade e pela garra”, disse Virgílio.

O projeto “Mais que Vencedores” foi criado há um ano com o objetivo de tirar os jovens das ruas e da ameaça das drogas. “Queremos formar campeões no tatame e na vida”, destacou o criador da iniciativa, mestre Kennedy Vilaça. “O projeto surgiu quando eu passava por uma profunda depressão e a partir dele eu saí daquele estágio. Se eu consegui vencer, então vai ajudar outros meninos também”, destacou.

Fabiana Saraiva, moradora do Manoa, acompanhava o treino do filho João Pedro, de sete anos e que está há quatro meses no projeto. “Meu filho foi diagnosticado com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) e o neuropediatra recomendou que ele praticasse alguma atividade que pudesse gastar sua energia. Contei minha história para o mestre [Kennedy] e meu filho foi aceito. A evolução dele no esporte e na escola é muito grande”, contou orgulhosa.

João Pedro já foi graduado na faixa branca e não esconde sua felicidade em participar das aulas. “O mestre me ensina os golpes, mas eu também posso me divertir, ficar com meus amigos e com minha mãe me olhando. Então, eu fico muito bem”, comentou.

Comunidade

Após conhecer o projeto “Mais que Vencedores”, Arthur Neto também participou de uma entrevista na rádio comunitária “A Voz das Comunidades”, também na zona Norte da cidade, onde falou sobre política, economia, planos para o futuro e, sobretudo, Zona Franca de Manaus, que está sob o perigo do decreto de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que afeta a competitividade das indústrias do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Publicações relacionadas

Ao invés de combater fraudes na secretaria de Saúde, Anoar Samad beneficia fraudadores

Redação

Movimentos Conservadores e de Direita do AM se unem para Manifestação no 7 de Setembro na Praça do Congresso

Redação

Prefeitura de Manaus apresentará projetos para o Centro em webinário internacional aberto ao público

Redação

Deixe um comentário