Amazonas Destaques Manaus

Arthur diz que está buscando candidaturas femininas para 2022

“Queremos ter candidaturas de mulheres que estejam dispostas a ir à luta, a enfrentar o desafio da política”, disse

Ele observou que está na luta para resgatar a importância do PSDB no cenário nacional

Em entrevista a uma emissora de rádio amazonense, nesta segunda-feira (11), o presidente do PSDB-AM e candidato às prévias presidenciais, Arthur Virgílio Neto, afirmou que está totalmente concentrado nas eleições internas de seu partido e na busca por candidaturas femininas. “Candidatas de verdade, que tenham a intenção de disputar o Senado, a Câmara dos Deputados, e a Assembleia”, destacou.
Arthur Virgílio disse, que é bandeira nacional – e dele próprio – resgatar o protagonismo do PSDB, partido responsável por grandes transformações no cenário político, econômico e social do país, com a edição do Real, o fim da inflação, a Lei de Responsabilidade Fiscal e os primeiros programas de distribuição de renda.

Ex-prefeito de Manaus quer mais mulheres na política

“Estamos fazendo um trabalho muito intenso de organização do partido. Não temos a pretensão de criar nada gigante, nada que não se aferre à realidade, que tenha uma militância organizada e seja capaz de obter um bom desempenho nas próximas eleições e, melhor ainda, nas vindouras”, afirmou.
Entre as propostas de reorganização e recuperação de protagonismo, está a inserção cada vez maior das mulheres na política, disputando os cargos eletivos que estiverem à disposição no momento, tanto nas casas legislativas, quanto no Executivo.

Para Arthur, a busca por mulheres verdadeiramente interessadas deve se dar nas universidades, no serviço público, nos bairros, onde quer que elas estejam e deu como exemplo a ex-secretária municipal de Educação de Manaus, Kátia Schweickardt. “Imagina termos um grupo de mulheres com o perfil dela como candidata?”, instigou.

Prévias

Sobre sua participação nas prévias do PSDB, Arthur Virgílio Neto, destacou que aceitou o convite do presidente do partido, Bruno Araújo, que considerou que sua presença na disputa fortaleceria o conteúdo das discussões. “Fiquei muito feliz em aceitar e, como em toda a minha vida público, luto para quebrar as barreiras contra o Amazonas e isso estou fazendo também como candidato às prévias”, pontuou.
“Eu vi nas prévias a chance de discutir a Amazônia, cidade por cidade, Estado por Estado. O que vai acontecer é com os convencionais, eles decidem”, reforçou Virgílio. “Eu quero levar o recado da democracia, o recado da Amazônia, da mulher, do índio, da luta contra o racismo, enfim, da recuperação econômica, do fim da fome, do fim do desemprego”, completou.

Publicações relacionadas

Câmara aprova suspensão de despejo de imóveis até o fim do ano

Redação

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Redação

Guarda Municipal de Manaus passará a usar armas, anuncia David Almeida

Redação