Amazonas Brasil Destaques Manaus

Arthur diz que Bolsonaro errou ao deixar Moro sair mas manifesta-se contra o impeachment

Prefeito diz que Bolsonaro perde seus melhores ministros

”Presidente precisa ter pulso forte para combater o coronavírus”

”Brasil é maior do que eu, do que Moro e do que Bolsonaro e um dia vai atingir seu grande destino, diz Arthur

O prefeito de Manaus, Arthur Neto, usou suas redes sociais nesta sexta-feira (24) e lamentou que o presidente esteja permitindo um desmonte de seu governo. “Sai Mandetta, sai Moro, saíria Guedes? É o desmonte do Brasil?”, questionou o prefeito, alegando que o presidente errou ao permitir a saída de Moro.

Arthur Neto, que já foi ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, disse que Sérgio Moro tinha papel importante dentro do atual governo, no combate à corrupção, e que tinha tudo para desenvolver um bom trabalho.
“Eu cheguei a contestar o motivo dele [Moro] largar a magistratura para assumir um ministério, mas assim ele fez. E tinha tudo para desenvolver um bom trabalho, pois ele acabou virando um símbolo do Brasil contra a corrupção. Agora veio a notícia de sua saída, pouco depois da saída do ministro da Saúde. O que o presidente está fazendo? Só fica quem é obediente? É a política da obediência que está sendo trabalhada? O presidente errou e perdeu a sua última carta efetiva de realizações, que era o ministro Moro”, avaliou o prefeito.
A respeito de um possível impeachment de Jair Bolsonaro, Arthur Neto se posicionou contrário, afirmando que não pode virar tradição do Brasil tirar um presidente em meio ao seu mandato.
“O Brasil está em situação de calamidade pública, decretada pelo presidente, e durante essa situação não é para ficar demitindo seus melhores ministros, é para ter pulso de administrar sua equipe. Estamos combatendo um inimigo invisível e é momento de mostrar união e liderança, não de desmontar o governo. O Brasil é maior que o presidente Bolsonaro, é maior que eu, maior que o Moro, é maior que tudo. O Brasil resiste a tudo e um dia vai atingir seu grande destino”.

Publicações relacionadas

Corrupção na saúde

Redação

Arthur fiscaliza obra de drenagem emergencial na Djalma Batista

Redação

CPI da Saúde vai inspecionar o Hospital de Campanha da Nilton Lins

Redação

Deixe uma resposta