Entretenimento Mundo

Apple é a maior empresa de tecnologia do mundo em 2022; veja a lista completa

Marcadas pela escassez global de suprimentos e repressão regulatória, um número menor de empresas de tecnologia aparece no Global 2000 deste ano, ranking anual da Forbes das maiores empresas públicas de tecnologia do mundo. Apesar de uma forte liquidação eliminando trilhões de dólares em valor de mercado, as maiores empresas de tecnologia do mundo permaneceram resilientes diante da baixa de Wall Street – com muitas coletando receitas e lucros recordes mesmo quando seu domínio começa a cair.

Em janeiro, Tim Cook, CEO da Apple, atribuiu o ano recorde à demanda reprimida por dispositivos que impulsionam as vendas, apesar da persistente escassez de chips e outras restrições da cadeia de suprimentos.

Depois de conquistar um recorde de 177 vagas na lista em 2021, o número de empresas de tecnologia que desembarcaram no Global 2000 caiu para 164 este ano, mas o declínio geral não impediu que as vendas totais disparassem. As empresas registraram um recorde de US$ 4 trilhões (R$ 20 trilhões) em receita anual combinada nos últimos 12 meses, acima dos US$ 3,3 trilhões (R$ 16 trilhões) do ano passado, mesmo com número reduzido. A Apple lidera o ranking de tecnologia pelo sétimo ano consecutivo, graças em parte às vendas recordes de US$ 378,7 bilhões (R$ 1,9 trilhão), um aumento de quase 29% em relação ao ano anterior. Em janeiro, o CEO Tim Cook atribuiu o ano recorde à demanda reprimida por dispositivos que impulsionam as vendas, apesar da persistente escassez de chips e outras restrições da cadeia de suprimentos.

A famosa fabricante do iPhone continua sendo a empresa mais valiosa do mundo, com uma capitalização de mercado de US$ 2,6 trilhões (R$ 13 trilhões) (aumento de 13%) quando o Global 2000 foi computado em 22 de abril – mas não é mais a mais lucrativa. Apesar dos lucros recordes de US$ 100,6 bilhões, a empresa do Vale do Silício foi superada pela Saudi Aramco, cujos lucros mais que dobraram graças à disparada dos preços do petróleo. A Apple caiu uma posição para o sexto lugar na lista geral.

Os desafios da Samsung
Os problemas da cadeia de suprimentos foram particularmente ruins para a Samsung Electronics, que caiu 3 posições no ranking global para se tornar a quarta maior empresa de tecnologia do mundo, abaixo da segunda no ano passado – e bloqueios de Covid na China (onde a empresa opera uma fábrica de semicondutores) só aumentaram o desafio. Em meio à turbulência, a Samsung perdeu seu lugar como a maior vendedora de smartphones do mundo pela primeira vez no ano passado, cedendo o trono para a Apple. Embora tenha registrado vendas recordes de US$ 244 bilhões (R$ 1,2 trilhão), a empresa com sede na Coreia do Sul sofreu uma queda constante de ações no ano passado, empurrando seu valor de mercado para quase 30%, para US$ 367,3 bilhões (R$ 1,8 trilhão).

Alphabet em trajetória positiva
Subindo duas posições para a 13ª posição na lista geral, a Alphabet ocupa a 2ª posição com vendas recordes de US$ 257,5 bilhões (R$ 1,3 trilhão), impulsionadas pelo aumento da demanda por anúncios digitais do Google. Enquanto isso, a Microsoft sobe 3 posições para a 12ª posição geral e a 3ª em tecnologia, pois seu software em nuvem continua a impulsionar o crescimento da receita.

Tencent no domínio
A gigante da Internet Tencent completa os cinco primeiros com sua melhor colocação até agora, subindo uma posição para chegar ao 28º lugar geral, apesar de uma venda brutal no setor de tecnologia chinês. A potência de jogos perdeu mais de US$ 350 bilhões (R$ 1,7 bilhão) em valor de mercado quando as autoridades de Pequim desencadearam uma onda de regulamentação com o objetivo de reprimir as empresas de tecnologia, incluindo regras que restringem as crianças a cerca de três horas de jogos por semana . A única empresa chinesa entre as 20 maiores empresas de tecnologia do mundo, as vendas da Tencent saltaram 24%, para US$ 86,9 bilhões (R$ 444 bilhões), mas a empresa agora vale cerca de US$ 414,3 bilhões (R$ 2,1 bilhão) – abaixo dos US$ 773,8 bilhões (R$ 3,9 bilhões) do ano passado.

Meta em queda após rebranding
Embora continue sendo a sexta maior empresa de tecnologia do mundo, a Meta, em seu primeiro ano após o rebranding do Facebook, também caiu no ranking global, caindo uma posição para a 34ª posição, enquanto a fabricante de chips Intel (ainda 7ª em tecnologia) despencou 15 lugares para No. 51 no geral.

No total, cerca de 72 das maiores empresas de tecnologia do mundo estão sediadas nos Estados Unidos, abaixo das 81 do ano passado, mas ainda muito mais do que qualquer outro país. China, Taiwan e Japão também permaneceram como hubs de tecnologia, reivindicando participação para 21, 15 e 12 empresas na lista, respectivamente, com apenas Taiwan adicionando pontos na lista em comparação com o ano passado. Ao todo, as empresas de tecnologia no Global 2000 da Forbes vêm de 24 nações diferentes e representam um valor de mercado impressionante de US$ 15,6 trilhões (R$ 79 trilhões) – caindo 13% ano a ano, mas ainda igual a aproximadamente 15% do mercado de ações global. Ativos e lucros, no entanto, aumentaram, subindo 14% e 52%, respectivamente, para US$ 5,9 trilhões (R$ 30 trilhões) e US$ 660,8 bilhões (R$ 3.3 trilhões).

Apple
Estados Unidos
Vendas: US$ 378,7 bilhões (R$ 1,9 trilhão)
Valor de Mercado: US$ 2,6 trilhões (R$ 13 trilhões)

Alphabet
Estados Unidos
Vendas: US$ 257,5 bilhões (R$ 1,3 trilhão)
Valor de Mercado US$ 1,6 trilhão (R$ 8 trilhões)

Microsoft
Estados Unidos
Vendas: US$ 184,9 bilhões (R$ 947 bilhões)
Valor de Mercado: US$ 367,3 bilhões (R$ 1,8 trilhão)

Samsung
Coreia do Sul
Vendas: US$ 244,2 bilhões (R$ 1,2 trilhão)
Valor de Mercado US$ 367,3 bilhões (R$ 1,8 trilhão)

Tencent
China
Vendas: US$ 86,9 bilhões (R$ 445 bilhões)
Valor de Mercado US$ 414,3 bilhões (R$ 2,1 trilhões)

Meta
Estados Unidos
Vendas: US$ 117,9 bilhões (R$604 milhões)
Valor de Mercado: US$ 499,9 bilhões (R$ 2,5 trilhões)

Intel
Estados Unidos
Vendas: US$ 79 bilhões (R$ 404 bilhões)
Valor de Mercado: US$ 190,3 bilhões (R$ 975 bilhões)

Taiwan Semicondutor
Taiwan
Vendas: US$ 61,5 bilhões (R$ 315 bilhões)
Valor de Mercado: US$ 494,6 bilhões (R$ 2,5 trilhões)

Cisco
Estados Unidos
Vendas: US$ 51,5 bilhões (R$ 263 bilhões)
Valor de Mercado: US$ 213,4 bilhões (R$ 1 trilhão)

IBM
Estados Unidos
Vendas: US$ 67,3 bilhões (R$ 344 bilhões)
Valor de Mercado: US$ 124,3 bilhões (R$ 635 bilhões)

Publicações relacionadas

Billboard Music Awards: The Weeknd leva seu primeiro prêmio

Redação

Líder de partido do governo na Itália é diagnosticado com coronavírus

Redação

ONU pede à Armênia e ao Azerbaijão que respeitem cessar-fogo

Redação

Deixe um comentário