Amazonas Destaques Manaus

Ano letivo 2020 nas escolas da rede estadual de ensino do AM tem início nesta quinta (6) com 440 mil estudantes

Ano letivo 2020 nas escolas da rede  estadual de ensino do AM tem início nesta quinta (6) com 440 mil estudantes — Foto: Seduc-AM/Divulgação
Ano letivo 2020 nas escolas da rede  estadual de ensino do AM tem início nesta quinta (6) com 440 mil estudantes — Foto: Seduc-AM/Divulgação

Ano letivo 2020 nas escolas da rede estadual de ensino do AM tem início nesta quinta (6) com 440 mil estudantes — Foto: Seduc-AM/Divulgação

O ano letivo nas escolas da rede pública estadual de ensino do Amazonas tem início nesta quinta-feira (6). De acordo com a Secretaria de Estado de Educação e Desporto, 440 mil estudantes fizeram matrícula em 599 instituições de ensino da rede pública estadual.

Segundo a Gerência de Pesquisa e Estatísticas, a Escola Estadual Solon de Lucena foi uma das mais procuradas no período de matrículas. A unidade de ensino deve receber, a partir desta quinta-feira, 2,8 mil estudantes dos turno matutino, vespertino e noturno. Com 110 anos de atuação, a instituição oferta ensino médio e é uma das mais tradicionais da zona centro-sul de Manaus.

As aulas na rede municipal iniciaram na quarta-feira (5). De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), 237.351 alunos tiveram a matrícula efetivada 11.261 aguardam conclusão.

De acordo com a secretaria, as matrículas em aberto são referentes às designações, que ocorrem quando os responsáveis fazem reserva da vaga, mas ainda não compareceram à unidade de ensino escolhida para confirmar a matrícula com os documentos dos estudantes. Caso todas as designações sejam confirmadas, a Semed-Manaus terá mais de 248 mil alunos no ano letivo de 2020.

A Escola Municipal Áureo Nonato é a unidade com o maior número de alunos da rede municipal de Manaus, com 1.547 estudantes, seguida da Escola Municipal Profa. Jarlece da Conceição Zaranza, com 1.301 estudantes. A Escola Municipal Deputado Ulisses Guimarães é a terceira, com 1.239.

No ano leito deste ano, quatro unidades de ensino que estão obras iniciarão as aulas em março. A Semed, no entanto, afirma que não haverá impactos ao calendário escolar.

Publicações relacionadas

CPI da Saúde investiga valor de serviço de plantão hospitalar contratado pela Susam

Redação

Preso grupo criminoso responsável por explodir cofres em postos de combustíveis

Redação

Secretaria de Educação lança terceira Chamada Pública Indígena com investimento de R$ 1,7 milhão

Redação

Deixe uma resposta