Amazonas Destaques Educação Manaus

Alunos, pais e condutores são orientados sobre a importância da regulamentação do transporte escolar

Prefeitura de Manaus iniciou nesta quinta-feira, 6/2, uma campanha de conscientização aos pais e responsáveis sobre a importância de contratar apenas serviços de transporte escolar autorizados pela administração municipal. Agentes de educação do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) distribuíram material informativo e conversaram com alunos, pais e condutores que transportam estudantes.

Durante a ação, realizada na entrada do Colégio da Polícia Militar II (CMPM) Escola Estadual de Tempo Integral (Ceti) Marcantonio Vilaça 2, o diretor de Transporte do IMMU, Claudemir Oliveira, ressaltou a valorização dos serviços credenciados para garantir segurança aos estudantes. “Isto envolve também as condições de cada veículo em relações à manutenção e disciplina dos condutores. Devem ser pessoas devidamente capacitadas para conduzir estudantes. Esta campanha é de orientação aos pais e responsáveis para que cuidem de seus bens mais preciosos, os filhos. Que os alunos estejam devidamente seguros em veículos regulamentados juntos ao órgão fiscalizador”, disse Oliveira.

O presidente do Sindicato das Microempresas de Transportadores Autônomos de Transporte Escolar no Amazonas (Sindetesc-AM), Silvânio Carvalho, elogiou a iniciativa do IMMU em promover a campanha de conscientização. “Tenho acompanhado o trabalho realizado pela administração municipal e acredito que esta campanha será de suma importância aos pais de alunos. É importante também que as pessoas denunciem o transporte escolar irregular, porque eles representam perigo aos alunos”, frisou.

Ao todo, 520 condutores estão habilitados a prestar esse tipo de serviço na capital amazonense e a ação educativa é realizada com o início do calendário escolar para sensibilizar os envolvidos e fiscalizar possíveis veículos irregulares. Blitz educativa na porta das escolas e em áreas com grande circulação de transporte escolar ocorrerão durante o início do período letivo de 2020.

Para obter o registro que autoriza a atividade, o interessado deverá cumprir os requisitos exigidos pela legislação municipal e procurar o setor de atendimento do IMMU/Transportes, localizado na rua Barão de Indaiá, nº 330, bairro Flores, zona Centro-Sul, munido de toda documentação necessária ao atendimento do pedido.

Quem for flagrado fazendo transporte escolar sem autorização terá o veículo apreendido. Só será liberado após o pagamento de multa de 20 UFMs, equivalente a R$ 2.179,00 e apreensão.

O IMMU, órgão fiscalizador do transporte escolar, tem os telefones do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) 118 e o 98802-3504 para esclarecer dúvidas sobre a legalidade dos condutores de veículos escolares. Atendimento de segunda a sexta, no horário das 8h às 14h, ou pelo email [email protected].

Fotos – Altemar Alcântara / Semcom

Publicações relacionadas

Projeto ‘Muda Manaus’ utiliza mão de obra carcerária em revitalização de centro social no Mutirão

Redação

Governo prorroga uso da Força Nacional na Amazônia

Redação

DECCM atende mulheres que pedem apoio por meio da campanha ‘Sinal Vermelho’

Redação

Deixe uma resposta