Amazonas Destaques Manaus

Alfredo reafirma autonomia para escolha de secretariado na Prefeitura e diz que Conceição terá um papel importante na área social

“Nós vamos revolucionar essa cidade, vamos fazer as pessoas sentirem a prefeitura lá no bairro onde elas vivem. Vamos em busca do que elas querem e precisam. Ser prefeito é difícil, não é simples. Tem que ter experiência, vontade e vigor, e isso eu tenho de sobra”. A afirmação foi feita pelo candidato da coligação “Trabalho bom merece continuar”, Alfredo Nascimento (PL), a uma emissora de TV local na noite deste terça-feira, 6/10.

Durante a entrevista, Alfredo apresentou, em linhas gerais, projetos que pretende executar na cidade a partir de sua posse, no dia 1º de janeiro de 2021. Segundo ele, o primeiro passo será a escolha do secretariado que, garante, será exclusiva dele porque não assumiu compromissos por coligações. “Eu não tenho negociação a fazer. Nas coligações que tem ‘a’, ‘b’, ‘c’ e ‘d’, cada partido tem uma secretaria. E esse não é o caso da minha candidatura. Eu vou escolher as pessoas com as quais eu vou trabalhar. Eu não tenho preposto. Tenho 37 anos de vida pública, muita experiência, não me prestaria para ser ‘mamulengo’ de ninguém. Me orgulho de ter um apoio nessa campanha, que é o do (prefeito) Arthur Neto”, afirmou o candidato.

Perguntado sobre o papel da vice-prefeita Conceição Sampaio (PSDB) na administração dele, Alfredo assegurou que ela terá um papel mais protagonista. “Vou administrar Manaus a quatro mãos. Temos muita coisa a fazer na área social e a Conceição não só gosta desse trabalho, tem a experiência que precisamos”, disse.

Segundo o candidato, a saúde e a empregabilidade serão as áreas a receberem as primeiras ações na administração dele. “Temos propostas possíveis de realizar, e tranquilidade e recursos para isso. O Arthur ‘arrumou a casa’, mesmo tendo recebido a prefeitura, em 2013, com um rombo de R$ 3 bilhões. Com um trabalho sério ele conseguiu alcançar o equilíbrio fiscal necessário para que uma administração possa cuidar de uma cidade. É isso que vamos fazer, eu e a Conceição, a partir de janeiro do próximo ano”, garantiu Alfredo.

Publicações relacionadas

Donos da Umanizzare usam outra empresa para ganhar concorrência no Amazonas

Redação

VOTAÇÃO DO MARCO DE GÁS NA CÂMARA REANIMA DISCUSSÕES NO AMAZONAS

Redação

Justiça condena Amazonas Energia por apagão de 2017

Redação

Deixe uma resposta