Amazonas Destaques Manaus

ALE definirá relator do impeachment nesta terça-feira

Manaus – Acontece nesta terça-feira (14), mais uma votação na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) para escolher os membros da Comissão Especial do Impeachment do governador Wilson Lima (PSC) e do vice-governador Carlos Almeida Filho (PRTB).

Ainda hoje está prevista a escolha do presidente e relator da Comissão. Para relator, o Podemos decidiu, na segunda-feira (13), indicar o nome do deputado estadual Dermilson Chagas, que deve ter o aval dos demais membros para assumir a função. Na relatoria, a principal função será a elaboração do parecer que deve indicar se acata ou não pedido da afastamento do governador e do vice.

Para parlamentar, os deputados devem levar em conta o que pensa a sociedade (Foto Hudson Fonseca/Aleam)

O deputado estadual Wilker Barreto (PSL) defende que a comissão deve trabalhar de forma isenta. “Deve ser desprovida daquelas pessoas que são da base do governo. O presidente e o relator devem ter coragem de colocar no relatório a verdade dos fatos. O povo está cansado, está desiludido. É por isso que eu defendo que o relator seja o deputado Dermilson, que vai colocar a realidade do que ocorrer dentro do processo de impeachment. E quem quiser votar, que vote com a sua consciência e arque com as consequências de uma sociedade que, hoje, está atenta aos movimentos da Assembleia Legislativa”, disse.

Procurado pela reportagem, o deputado Dermilson disse esperar que a Comissão relate o que é apresentado na denúncia. “Temos os fatos da omissão, negligência, pagamentos indevidos que o governo fez. É isso que queremos, não dá, numa situação desta, para inventar nada, até porque a sociedade está avaliando o comportamento dos parlamentares. Queremos que a comissão julgue de forma técnica o governador. Nada de arroubos”, frisou.

Para o parlamentar, os deputados devem levar em conta o que pensa a sociedade. O parlamentar lembrou da manifestação ocorrida no último domingo (12), no Complexo Turístico da Ponta Negra, que pediu o impeachment do governador e do vice. “O parlamento deve refletir o que a sociedade quer. Isto é muito importante porque a sociedade tem um peso muito importante”, frisou.

Na sexta-feira (10), a reportagem do GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) apurou que a deputada estadual Alessandra Campêlo, uma das mais ferrenhas defensoras do governo estadual na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) se articula para assumir a presidência da comissão.

Publicações relacionadas

Com 4 bilhões em caixa, Wilson decide pagar parcela do 13º. agora em junho

Redação

Prefeito Arthur reforça pedido de ajuda a países ricos, diz que é lutador e nunca irá desistir

Redação

Com nova lei de trânsito, quem já tem 20 pontos pode ser beneficiado

Redação