Amazonas Destaques Manaus

Aeroporto de Manaus adota novas sinalizações para orientar sobre proteção contra a Covid-19

A Infraero anunciou, nessa segunda-feira (8), que deu início a uma campanha de orientação aos passageiros e funcionários do Aeroporto Internacional de Manaus Eduardo Gomes, na Zona Oeste de Manaus, para reforçar o combate ao novo coronavírus. Novas sinalizações, avisos em áudio, vídeo e cartazes estão entre as novas medidas adotadas do Aeroporto de Manaus para evitar a disseminação da Covid-19, que já contaminou mais de 49 mil pessoas no Amazonas.

A Infraero destacou que o Aeroporto de Manaus segue operando, desde o início da pandemia, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário. A oferta de voos no local está de acordo com a malha aérea definida pelas empresas aéreas e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), ou seja, os passageiros precisam verificar diretamente com a companhia aérea se a programação do voo está mantida ou foi alterada.

As novas ações adotadas pela campanha “Cuide ainda + de você e dos outros” incluem a instalação de adesivos de sinalização e orientação por todo o caminho que o viajante faz para o embarque e desembarque de um voo, além de avisos em áudio e vídeo nos sistemas de som e painéis de voos, e cartazes pelos terminais.

O foco dos alertas é no uso de máscaras durante a permanência no aeroporto e na viagem; distanciamento entre os frequentadores dos terminais e higienização das mãos. Outros 13 aeroportos de capitais e fronteiras também começaram a aplicar a nova sinalização.

No Aeroporto de Manaus, além das telas informativas e dos avisos sonoros, os passageiros encontrarão adesivos instrutivos no momento do check-in, embarque, desembarque, nas áreas de raio-x, nas esteiras de retirada de bagagens; ao usar escadas, elevadores e longarinas; ou mesmo na entrada em estabelecimentos comerciais e praça de alimentação.

As marcações alertam para a necessidade de manter o distanciamento de 2 metros entre pessoas e as formas de prevenção do vírus. Nos elevadores, por exemplo, os comunicados também pedem a ocupação máxima de duas pessoas e, nos banheiros, instruem como lavar bem as mãos. Além disso, os check-ins agora contam com proteção acrílica para a proteção de passageiros e atendentes das companhias aéreas.

Entre as medidas determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estão:

  • Estímulo ao uso de canais digitais para realização de check-in (aplicativos das empresas aéreas ou web-check-in);
  • Orientação de se evitar o manuseio de cartões de embarque impressos;
  • Recomendação de, se possível, usar cartões de crédito ou smartphone para pagamento de compras em lojas, restaurantes, lanchonete e serviços no aeroporto;
  • Uso de máscara por passageiros e pessoas em circulação nas áreas públicas do aeroporto, bem como o uso de equipamentos de proteção individual (EPI) por empregados da Infraero ou outras pessoas que trabalhem nos aeroportos da empresa;
  • Divulgação de instruções de higiene, proteção e distanciamento social em sistema de som, painéis informativos de voos, cartazes e cavaletes distribuídos nas áreas de embarque e desembarque de passageiros e áreas operacionais e administrativas dos aeroportos; bem como banheiros, estacionamento e área de espera dos transportes públicos; além de conteúdos site, redes sociais e demais meios aplicáveis à Rede Infraero para prevenir e combater o Covid-19;
  • Monitoramento frequente da disponibilidade de álcool em gel, sabonete líquido e papel toalha em todos os seus aeroportos, além de reforçar a limpeza e desinfecção de toda a área de movimentação de passageiros, pontes de embarque, ônibus de embarque e desembarque e demais espaços de uso comum;
  • Distanciamento de pelo menos dois metros entre pessoas no aeroporto – com sinalização por meio de adesivos de mesa, piso e assentos, especialmente em locais como check-in, canais de inspeção, portões e pontes de embarque, esteiras de bagagem, áreas de alimentação, entre outros locais com fluxo de passageiros;
  • Orientação de evitar aglomerações em lojas, restaurantes e lanchonetes;
  • Organização, junto com as empresas aéreas, de maior espaçamento entre os passageiros nos embarques e desembarques de passageiros, seja em fingers ou procedimento remoto (ônibus ou a pé).

Em caso de dúvida sobre os principais Direitos e Deveres dos passageiros, a Infraero orienta que seja consultado o Guia do Passageiro. “As companhias aéreas é que estabelecem o fluxo de cancelamentos e alterações na malha, não cabendo à Infraero essa gestão”, informou.

Publicações relacionadas

Coronavírus: Ambev vai produzir álcool em gel em cervejaria

Redação

Snapdragon 768G aparece em vazamento com nova versão do Redmi K30

Redação

Com a Bandeira do Brasil na cor vermelha, cerca de 501 esquerdistas percorrem parte da Djalma Batista em Manaus, gritando #ForaBozoFascistaTenistaEletricista e por ai vai

Redação

Deixe uma resposta