Amazonas Destaques Manaus Política

Arthur diz a Bolsonaro que manter garantias não salva a Zona Franca e que é preciso investimentos

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, deu um recado direto ao presidente da República, Jair Bolsonaro, durante a abertura da 1ª Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus (FesPIM), nesta quarta-feira, 27/11. “O senhor já disse que vai manter as garantias constitucionais da Zona Franca, mas só isso não é suficiente. É necessário fazer investimentos pesados em telecomunicações, estradas, hidrovias, investimentos em capital intelectual, nos centros de pesquisas. Isso não é gasto, é investimento”, alertou.

O prefeito destacou que o presidente está pela segunda vez em Manaus, em um curto período de tempo, o que demonstra o interesse do presidente na região, mas reforçou que a economia pensada para a Amazônia deve ser sustentável. “Não teremos uma boa economia, se ela não for uma economia sustentável”, afirmou Virgílio.

Ele também disse ao presidente que Manaus se dá ao respeito e não dá trabalho, porque buscou seu equilíbrio fiscal e é exemplo para o país.  “E é o que me dá autoridade de me dirigir à vossa excelência e dizer que o senhor pode entrar para história como aquele que, realmente, vai consolidar o Polo Industrial de Manaus. Mas é preciso fazer os investimentos necessários, é preciso que estejamos juntos em várias ações”, afirmou o prefeito Arthur Neto.

E, em resposta ao prefeito de Manaus, que havia elogiado a escolha técnica do governo federal para a direção da Suframa, Bolsonaro disse que escolheu seus ministros com critérios técnicos. “E é por isso que o país vem dando certo e a economia vem se recuperando. Nunca tivemos uma taxa de juros tão baixa”, destacou. ”A Zona Franca é um símbolo e enquanto ela existir a Amazônia é do Brasil”, completou o presidente.

O prefeito Arthur Virgílio Neto participou da abertura da FesPIM 2019 juntamente com a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro. O evento é realizado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e o Instituto de Inteligência Socioambiental Estratégica da Amazônia (Piatam), como estratégia para divulgar o potencial sustentável do PIM.

Estande ‘Manaus: Nós, a Cidade’

Defensor incansável da Zona Franca de Manaus e da floresta amazônica, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, também foi convidado para proferir palestra sobre “A importância do Pacto Cidades Amazônicas para a Zona Franca de Manaus”, na sexta-feira, 29/11, no estande montado especialmente pela Prefeitura de Manaus. Além de reforçar as teses que vem defendendo sobre a necessidade de investimentos verdadeiros na condução da ZFM para o patamar da sustentabilidade, o prefeito também vai sugerir parcerias para preservar a Amazônia e fortalecer o Polo Industrial de Manaus.

“A Amazônia é uma joia muito preciosa e delicada. A gente não pode deixá-la cair. Tem que fazer com muita calma, muita tranquilidade, muito amparo científico, todas as medidas necessárias. O futuro do Brasil está aqui, na sustentabilidade que pudemos construir, com a economia gerada sendo distribuída pelo país inteiro”, afirmou o prefeito.

Arthur disse que apoia integralmente a ideia do evento, que é mostrar que o desenvolvimento econômico pode ser conseguido sem que haja agressão ou degradação do meio ambiente.

“Degradar o ambiente não é negócio. Você não pode ter boa economia sem boas práticas ambientais. Aí, chegamos ao desenvolvimento sustentável, a geração perene de empregos, eternamente a floresta em pé, com as nossas riquezas sendo exploradas sem cansar a floresta”, defendeu o prefeito, destacando a agressividade de alguns negócios. “Se entrar com agronegócio na floresta, vamos destruir a floresta. Eu quero sustentabilidade. Eu quero que a Amazônia ofereça recursos para o Brasil a vida toda”, finalizou Virgílio.

FesPIM

A feira conta com 130 expositores, entre empresas do PIM e instituições públicas e privadas, além de um espaço duty free, com a venda direta de produtos produzidos no Polo Industrial de Manaus, além de itens importados. Todos os estandes foram confeccionados com materiais reciclados provenientes de palets, OSB (painel de tiras de madeira orientadas) e madeiras de reuso provenientes de embarcações desativadas. Mais de 40 marceneiros da capital e do interior do Estado trabalharam na montagem dos estandes do evento.

A Prefeitura de Manaus também está presente na feira com um estande voltado para ações de sustentabilidade, educação ambiental e empreendedorismo. O estande leva o tema “Manaus: Nós, a Cidade”, que estará aberto ao público a partir desta quarta-feira, 27 a 29/11, no Studio 5 Centro de Convenções, zona Sul, sempre das 14h às 21h.

Em saudação de abertura do evento, o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, disse que a iniciativa traduz um novo conceito de defesa do modelo Zona Franca de Manaus. Ele agradeceu a presença dos convidados, do presidente Jair Bolsonaro e da primeira-dama Michele Bolsonaro, que veio a Manaus pela primeira vez. Ele também agradeceu ao prefeito Arthur Neto pela parceria mantida com a Suframa, tanto na recuperação viária do Distrito Industrial quanto nos eventos de promoção de investimentos realizado pela Suframa.

Texto – Jacira Oliveira / Semcom e Assessorias

Fotos – Alex Pazuello / Semcom

Related posts

Governador Wilson Lima formaliza gestão compartilhada do Hospital Francisca Mendes

admin

Mais de 150 famílias saem da inadimplência em ação do Procon Manaus na zona Norte

admin

Motociclista morre, e motorista foge após acidente na madrugada deste sábado (30) em Manaus, diz polícia

admin

Leave a Comment