Amazonas Educação Manaus

Prefeitura leva jovens empreendedores para polo tecnológico internacional

Criativos, inteligentes e cheios de ideias para melhorar a vida das pessoas, cinco jovens empreendedores de Manaus tiveram a oportunidade de sair do país pela primeira vez e conhecer um dos principais polos tecnológicos do mundo, a cidade de Tel Aviv, em Israel. Eles integram a equipe campeã da Hackathon, uma competição em tecnologia realizada pela Prefeitura de Manaus em maio deste ano e que contou com 50 participantes, entre programadores, designers e outros profissionais.

Desde o início da gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto, a prefeitura tem fortalecido ações para tornar a cidade mais inteligente, como o projeto “Inova Manaus”, do programa “Manaus Mais Empreendedora”, da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), que integra o Planejamento Estratégico Manaus 2030 e ofertou capacitações empreendedoras, além de realizar a maratona tecnológica com o objetivo de criar soluções inovadoras a capital.

“Manaus já é a oitava cidade mais empreendedora do país e a primeira da região Norte, conforme pesquisa da plataforma Connected Smart Cities. E isso para mim é motivo de muito orgulho, porque representa competitividade aos nossos jovens, representa desenvolvimento”, destacou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Para o prefeito um dos maiores desafios de sua gestão foi promover ações que modernizassem a máquina pública e que inserissem Manaus na economia 4.0. “Sinto que estamos no caminho certo e vou realizar o sonho de entregar, até o final do meu mandato, o Polo Tecnológico de Manaus, que será instalado no antigo hotel Cassina, promovendo o encontro da Manaus do passado com a Manaus do futuro”, afirmou.

A maratona Hackathon Inova Manaus foi realizada em parceria com o Fundo Municipal de Empreendedorismo e Inovação (Fumipeq) e executado pela Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex). Durante 48 horas ininterruptas, dez equipes apresentaram propostas para os desafios propostos pelas áreas técnicas do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) e da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O “i9” obteve o melhor resultado ao apresentar o projeto “Auxil.ia”, que propôs melhorias ao sistema que abastece as farmácias gratuitas do município e ainda sugere a função de um comando de voz ou texto que indica, por meio de um mapa, em tempo real, em qual Unidade Básica de Saúde (UBS) o medicamento desejado pelo cidadão está disponível.

Experiência internacional

De acordo com o edital do projeto, a equipe vencedora teria consultoria grátis para a continuidade do projeto e a oportunidade de viajar para um polo de inovação internacional. O destino escolhido foi a cidade de Tel Aviv, em Israel, que com um PIB que supera os US$ 400 bilhões, se tornou referência, disputando ano a ano o posto de mais importante ecossistema inovador do mundo. Um dos grandes diferenciais do país para o resto do mundo, é o investimento do poder público em inovação.

Vivaldo Papa Neto, 23, estudante de Sistemas de Informação, e Edilson Abreu, 32, acadêmico de Engenharia Elétrica, são integrantes da equipe vencedora e nunca tinham saído do Brasil. “Como eu já fazia parte do ecossistema e sempre fui curioso sobre as novidades que apareciam, sempre soube que Israel era uma potência na questão de inovação. Quando me inscrevi na maratona, imaginei que esse poderia ser um dos destinos escolhidos”, contou Edilson.

Na cidade israelense, eles visitaram diversas instituições que são referências mundiais, como a Matific, uma startup especializada em sistemas educacionais de matemática. São Paulo, por exemplo, firmou um convênio com a startup em julho deste ano e vai levar o sistema para dentro das salas de aula. A ideia é resultado do Pitch Gov.SP, programa de inovação que conecta o Estado paulista e empresas de tecnologia com objetivo de melhorar os serviços públicos.

Para Papa Neto, quando o poder público se junta às startups e outras instituições privadas que lutam pela inovação, a sociedade sai ganhado muito mais por conta das possíveis soluções tecnológicas que podem ser colocadas à disposição de todos. “É importante que seja pensada em uma infraestrutura de tecnologia e soluções inovadoras onde o poder público vai utilizar para fazer seu trabalho e, ainda, ofertar serviços aos cidadãos”, defendeu.

Lançamento

Por meio das consultorias recebidas como parte da premiação da Hackathon, a i9 irá lançar o projeto “Auxil.ia” na Semana Global de Empreendedorismo, que acontece de 18 a 23 de novembro, em três shoppings de Manaus. “Durante esses dias, nós vamos apresentar o Auxil.ia a diversas empresas, investidores e todo mundo que tiver interesse em financiar a realização do projeto. Além dele, já temos várias outras novidades em vista e, em breve, esperamos contribuir mais ainda com o futuro na nossa cidade”, concluiu Vivaldo Papa Neto.

Texto – Wesley Paiva / Semtepi

Fotos – Nathalie Brasil / Semcom e Divulgação

Related posts

Fundação Hemoam faz homenagem a doadores de sangue

admin

Salve vidas, torne-se doador de sangue regular

admin

MPF pede que União seja multada por não prestar apoio a frentes de proteção a povos isolados do Vale do Javari

admin

Leave a Comment