‘Garimpo na Amazônia, não!’, diz prefeito de Manaus em debate na ONU

0
1246

Convidado a participar das discussões das ações pelo clima, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, levou para a Organização das Nações Unidas (ONU) as propostas pactuadas no Fórum de Cidades Amazônicas, realizado em Manaus. “Os governantes do mundo precisam ter o controle desse processo [de mudanças climáticas] com lucidez, ou então, ao final deste século, o planeta perderá suas melhores condições de habitabilidade”, afirmou o prefeito referindo-se ao Acordo de Paris, que pretende manter o aquecimento global abaixo de 1,5°C.

Arthur Virgílio foi muito aplaudido pela plenária ao encerrar seu discurso com palavras fortes e que expressam o desejo dos líderes locais e organizações que defendem a Amazônia. “Garimpo na Amazônia, não! Nossa meta é desmatamento zero”, afirmou o prefeito, que foi ao encontro acompanhado da presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, e do secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson.

Dividindo a mesa de discussão com o ministro dos Povos do Pacífico da Nova Zelândia, o representante da China para Mudanças Climáticas, a secretaria executiva da ONU na Comissão Econômica para a Europa, o secretário-geral do ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, entre outras autoridades, o prefeito de Manaus chamou atenção para a necessidade de proteger a Amazônia, promovendo o desenvolvimento sustentável. “As recentes queimadas na Amazônia chamaram atenção do mundo, mas outros fatores comprometem a qualidade socioambiental da região, como o garimpo e a extração ilegal [de recursos minerais]”, declarou Arthur Virgílio Neto, citando um trecho do Pacto das Cidades Amazônicas.

O prefeito de Manaus participou dos debates das Reuniões de Coalizão, que são os painéis da Cúpula do Clima da ONU que antecedem a reunião com o secretário-geral da ONU, prevista para o dia 23/9, segunda-feira. As discussões seguem pelo domingo, 22, na sede da ONU, em Nova York, Estados Unidos. A cúpula do secretário-geral terá participação de alguns líderes mundiais e de poucas representações locais. Arthur compõe um grupo de cerca de dez prefeitos de todo o mundo que foram convidados para o evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here