Secretário de educação do AM, Luiz Castro pede demissão

0
239

Secretário de educação do Amazonas, Luiz Castro pediu demissão do cargo na noite desta terça-feira (27). Ex-deputado estadual pela REDE, Castro atuou por quase nove meses no governo de Wilson Lima. A informação foi confirmada somente na manhã desta quarta-feira (28), durante uma transmissão ao vivo na página oficial do Governo do Estado.

Na última semana o Ministério Público de Contas do Estado do Amazonas (MPC-AM) denunciou a Seduc por possíveis irregularidades no transporte escolar contratado pela pasta para utilização dos alunos nas zonas rurais de Manaus e nos demais municípios.

A representação é resultado do Procedimento Preparatório instaurado para identificar a “terceirização e/ou quarteirização dos serviços de transporte, qualidade dos serviços e identificação de veículos irregulares e condutores sem habilitação”.

Durante o discurso de pouco mais de 12 minutos, Luiz Castro rebateu as acusações.

“Entendo que, neste primeiro momento, deve estar a verdade. Não vou me defender, pois não preciso me defender. Quero que a verdade aflore. Vou ajudar a trazer os elementos para mostrar que, em nenhum momento, coadunei, apoiei ou fui omisso diante de irregularidades na área de transporte ou em qualquer outra da Seduc”, afirmou o ex-deputado.

No dia 7 de agosto deste ano, o – até então – secretário de Estado de Educação determinou a criação de uma comissão de sindicância dentro da secretaria para apurar denúncias já recebidas junto ao órgão acerca do transporte escolar.

“Quero que a sindicância continue, sem que eu seja secretário. Se houver qualquer irregularidade, qualquer ação criminosa, que haja punição para aqueles que a causaram”, afirmou.

Luiz Castro foi prefeito de Envira, no interior do Amazonas, por duas vezes. Como Deputado Estadual, Castro cumpriu cinco mandatos consecutivos. Em 2018, pela REDE, disputou as eleições para senador, mas perdeu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here