Prefeitura de Manaus leva mensagem de combate às queimadas à procissão fluvial de São Pedro

0
1297

A mensagem “Diga Não às Queimadas” foi vista no sábado, 29/6, por milhares de pessoas que acompanhavam, por terra e nas embarcações, a 70ª Procissão Fluvial de São Pedro. Este ano, a Prefeitura de Manaus, em parceria com a Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, do Educandos, zona Sul, levou para a celebração a Campanha de Combate às Queimadas 2019, como forma de sensibilizar a população para os efeitos nocivos do problema das queimadas. Desde cedo, uma equipe da Divisão de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) fazia abordagem aos fiéis e transeuntes no Terminal Pesqueiro de Manaus, na Panair, local de saída do cortejo.

“A estratégia faz parte do trabalho de sensibilização da população em logradouros públicos, uma das principais linhas de atuação da campanha de combate às queimadas, lançada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, já no início do mês de junho, de forma a iniciar o mais brevemente possível a mobilização em torno da redução dos focos de queima de resíduos”, explica o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade,  Antonio Nelson de Oliveira Júnior. Segundo ele, o problema se intensifica nos meses de agosto e setembro, por isso a importância da antecipação da campanha.

A Arquidiocese de Manaus reuniu dezenas de embarcações que navegaram pelas águas do rio Negro, acompanhando a imagem do Santo Padroeiro dos Pescadores. “Distribuímos material informativo e chamamos a atenção de milhares de fiéis que acompanhavam a procissão tanto nos barcos e lanchas, quanto por terra nas paradas realizadas ao longo do trajeto”, afirmou o chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo, que avaliou positivamente a experiência. “Foi a nossa primeira de uma série de participações em eventos promovidos pela Arquidiocese de Manaus, que surtirão bons resultados no combate às queimadas na capital”, afirmou.

A ideia foi bem recebida pelos participantes. A dona de casa Gracimar Oliveira, 59, moradora do São José, na zona Leste, destacou que com o inicio do verão infelizmente a fumaça das queimadas começa a aparecer, e orientar as pessoas para que não façam isso é importante. “Moro numa área em que infelizmente ocorrem muitas queimadas no final da tarde e é preciso conscientizar essas pessoas”, afirmou Gracimar.

Moradora do Educandos, Ventilamar Moraes, 62, considera importante o trabalho de sensibilização.  “É preciso conscientizar as pessoas principalmente em relação ao lixo porque muitas vezes elas preferem queimar do que dar a destinação correta “, disse ela. 

Texto – Divulgação / SemmasFotos – Divulgação / Semmas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here