Seleção feminina atropela Bolívia e faz 6 a 0 na Arena da Amazônia

0
2

Foram 90 minutos de show de bola. A seleção brasileira feminina encantou o público manauara e fez seis gols na Bolívia, levando o público a loucura.

Mais de 16 mil de mil pessoas acompanharam a partida que contou com estrelas como Marta e Cristiane.

Jogando como favorita, a seleção não teve dificuldades em entrar na defesa adversária e ainda se deu ao luxo de perder várias chances de gols, mas não  perdeu a chance de golear.

O jogo

A apaixonada torcida amazonense demorou apenas dois minutos para ver o primeiro lance de perigo. Beatriz levantou a bola na área e a zaga boliviana demonstrou insegurança ao afastar a bola para a linha de fundo.

A partir daí, as brasileiras só cresceram na partida. Aos cinco, o grito de gol saiu. Franciele cobrou falta com perfeição, acertou o ângulo e abriu o placar para o Brasil.

Com oito minutos, Rojas aproveitou bobeira da zaga brasileira e criou a melhor chance da Bolívia, quando tentou encobrir a goleira Barbara, mas errou o alvo.

O erro não abateu o time brasileiro que voltou a se impor na partida. Após perder várias chances claras, o segundo veio. Cristiane recebeu belo cruzamento da esquerda e subiu no segundo andar para ampliar o placar.

A autora do segundo gol ainda perdeu duas chances claríssimas, mas os erros não fizeram tanta falta. Aos 42, Marta não perdoou os espaços cedidos pelo time boliviano. A meia recebeu na área e bateu com categoria no canto para fazer 3 a 0.

No segundo tempo, o Brasil não baixou o ritmo e seguiu sufocando a Bolívia. Demoraram apenas 11 minutos para a vitória virar goleada. Em cobrança de falta, Marta acertou a trave e na sequência do lance, a capitã Bruna recebeu praticamente em cima da linha e fez o quanto do Brasil.

Oito minutos depois, Marta voltou a aparecer e invadiu a área pela esquerda, ganhou na velocidade e bateu forte para o meio da área, a bola desviou na zaga e enganou a goleira Paola Alvarez, fazendo 5 a 0 para o Brasil.

Nos minutos finais, Thaisa fez o sexto do Brasil. A meia aproveitou sobra de bola na entrada da área e finalizou com força, no canto do gol boliviano.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA