Escola de Manaus é a primeira da região Norte a ter um espaço sonoro

0
3117

A rede municipal de ensino ganha destaque na Região Norte com o pioneirismo do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Hermann Gmeiner, no bairro Alvorada, zona Oeste, na implantação de um Espaço Sonoro/Quintal Musical. A inauguração ocorreu na manhã desta sexta-feira, 1º/12, e faz parte da ação do projeto da escola “Musicalização, brincadeiras, interações e práticas de inclusão escolar”. A programação contou com a presença dos 348 alunos do 1º e 2º períodos, além das professoras, pais, responsáveis e convidados.

O espaço funcionará todos os dias, inclusive aos finais de semana, das 7h às 17h, e poderá ser utilizado pelas unidades de ensino e projetos dentro da Aldeia SOS, assim como por toda a rede municipal de ensino para realização de atividades pedagógicas, usando a musicalização. O espaço possui instrumentos musicais feitos de material reciclado e colhido da natureza como violão, tamborim, tambor, flauta, gaita, entre outros, que podem e serão usados durante as atividades escolares, como forma de proporcionar um ensino diferenciado e mais atrativo aos alunos.

De acordo com a diretora Zilene Maia, o espaço vai trabalhar com habilidades e competências da Educação Infantil, bem como os aspectos experimentais, a exemplo de outras cidades como São Paulo, Distrito Federal, Rio de Janeiro e do Sul do país. “É muito importante esse espaço e por ser a primeira escola aqui de Manaus em educação infantil que está trabalhando com isso. Nesse espaço conseguimos colocar esses instrumentos, que serão usados por todas as escolas da Aldeia SOS e comunidade em geral”, comentou.

A professora Nelma Palheta de Vilhena, idealizadora do projeto, disse que a ideia do espaço surgiu depois de uma formação em 2015, em que participou na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Semed. “Segundo Platão, a música é a ferramenta mais potente que existe na educação e não conheço alguém que goste de música. A música está presente em nossa vida desde o ventre materno, então tivemos a ideia de criar um local em que pudéssemos trabalhar a educação junto com a musicalidade”, explicou.

A auxiliar administrativo, Tamara Neves dos Santos, 31, mãe do aluno do 2º período, Jaime Rafael dos Santos, 6, fez questão de acompanhar a inauguração do espaço sonoro. Ela elogiou a ideia de trabalhar com as crianças a musicalidade. “A música ajuda muito a criança na imaginação, desenvolve o aluno para se sentir mais solto para participar e conhecer os instrumentos e sons. Isso tudo é muito atrativo para os alunos”.

Renata Miranda Marmos de Carvalho, 30, mãe da aluna do 2º período, Assucena Marmos de Carvalho, 6, também destacou a iniciativa.“Muitas vezes a criança, dentro da barriga, já fica escutando a música. Esse lugar é muito importante porque os alunos participaram da construção dos instrumentos que vão usar, ou seja, isso os torna responsáveis”, citou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here