Defensoria Pública intermedia acordo entre famílias e a empresa José Tadros & Cia LTDA. durante reunião

0
5562

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), por meio do público Carlos Almeida Filho, titular da Defensoria Pública Especializada de Atendimento de Interesses Coletivos (DPEAIC), conseguiu que 15 famílias que moram numa área de risco, devido a um incêndio num galpão localizado na Rua Crisanto Jobim, em Petrópolis, zona centro-sul da cidade, conseguissem firmar acordo com os proprietários do imóvel, pertencente a empresa José Tadros & Ciala, onde há um muro que corre o risco de desabar, oferecendo risco aos moradores do local.

O acordo é resultado de uma reunião realizada nesta quarta-feira, dia 25. Agora, as famílias que sofrem com a ameaça de que o muro desabe em suas casas, vão ser retiradas da área de risco e irão receber um aluguel social no valor de um salário mínimo para custear as despesas que terão ao deixarem suas residências, durante as obras para a retirada do muro.

Além dos moradores e dos representantes da empresa, participaram da reunião, técnicos do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) que recomendam a remoção imediata do muro de 12 metros que está comprometido estruturalmente, devido a um incêndio. Eles também recomendaram que a empresa retire os entulhos que ocupam a área, desde o acidente.

Ficaram estabelecidos prazos de 30 dias para realização das obras e de 15 dias para que a empresa Tadros & CIA comunique ao Implurb o início das obras. O defensor público Carlos Almeida alertou que, caso a empresa não apresente o comunicado, a Defensoria Pública irá representar judicialmente contra a Tadros & CIA.

“Existe um risco iminente para essas famílias e eu não posso flexibilizar os prazos, já que a recomendação do Implurb é no sentido de removê-los imediatamente, antes que outra tragédia anunciada aconteça”, destacou o defensor público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here