Semsa finaliza treinamentos para implantação do SAVVIS no interior

0
3495

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) encerrou nesta quinta-feira, 30/11, o último treinamento para implantação do Serviço de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual (SAVVIS) em municípios do Amazonas, oferecido em 2017. Durante três dias, 30 profissionais de saúde do interior e da capital foram capacitados pela equipe do SAVVIS que atua na maternidade Moura Tapajóz, zona Oeste.

 

A coordenadora do SAVVIS, médica Zélia Campos, conta que este é o terceiro ano que o treinamento acontece. “É muito importante esse tipo de capacitação porque, além de saírem comprometidos com a implantação do Serviço, ajudam a divulgar a urgência que tem esse atendimento, que é respaldado por leis e faz parte da Política Nacional de Saúde”, avaliou a coordenadora.

 

Ainda segundo Campos, onde não existe o SAVVIS, há um atraso, um descompromisso com o Brasil, sobretudo com as mulheres, com as crianças e todas as vítimas de violência sexual. Este é um dos tipos de violência considerados mais graves, pois causa repercussões negativas na saúde reprodutiva e mental.

 

“Na saúde reprodutiva, porque pode levar a um comprometimento da vida sexual, ocasionar a infertilidade, dada a alguma infecção adquirida e não tratada. Na saúde mental, porque pode levar a doenças psiquiátricas como a síndrome do estresse pós-traumático, depressão e suicídio”, lamentou a médica, ressaltando a importância do atendimento adequado à vitima nas 72h seguinte ao ato.

 

A capacitação é fruto de uma parceria firmada entre a Semsa e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS), sendo a Maternidade Moura Tapajóz a única instituição autorizada a representar o Ministério da Saúde na capacitação para implantação de SAVVIS no Estado. Desde maio deste ano, mensalmente, o treinamento vem ocorrendo, exceto nos meses de julho e agosto. Participaram médicos, psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais, farmacêuticos e terapeutas.

 

Esta última turma reuniu profissionais de Silves, Manacapuru, Iranduba, Rio Preto da Eva, Parintins, Tabatinga, São Paulo de Olivença, Manaus e Itacoatiara. Deste último, veio a enfermeira Nívea Maria Maciel, que atua no Hospital José Mendes.” Este treinamento foi importante para levarmos informações atualizadas e implantarmos o SAVVIS no município e receber melhor essa vítima. Cada paciente passa por uma situação diferente e precisa receber atendimento humanizado”, afirmou a enfermeira.

As aulas foram teóricas e práticas. Entre os conteúdos abordados estão a visão geral e o credenciamento do SAVVIS, informações sobre a coleta de material para exame pericial, rotina e atendimento em caso de urgência, assistência farmacêutica, prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis/HIV e gravidez, tráfico de seres humanos, abuso sexual contra crianças e adolescentes e aspectos psiquiátricos do atendimento à vítima de violência sexual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here