Ações realizadas pela Prefeitura de Manaus aos indígenas Warao serão referência em evento nacional

0
5782

As ações realizadas pela Prefeitura de Manaus para o atendimento das famílias venezuelanas da etnia Warao, serão apresentadas como referência durante a XI Conferência Nacional de Assistência Social – “Garantia de Direitos no fortalecimento do SUAS”. O evento acontecerá em Brasília, no próximo dia 6/12, e reunirá gestores de todo Brasil.

O Plano de Ação para o Atendimento dos indígenas elaborado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), será um dos o instrumentos de estudo da oficina “O Papel da Assistência Social no Atendimento aos Migrantes”.

A oficina tem objetivo de apresentar um panorama do processo migratório no Brasil e seus reflexos no âmbito da Política Nacional de Assistência Social (PNAS), e as ações intersetoriais desenvolvidas pelo município de Manaus, além de refletir sobre os desafios, experiência e a situação dos indígenas na cidade.

A subsecretária operacional da Semmasdh Jane Mara Moraes será uma das ministradoras da oficina e diz estar honrada pelo convite de representar o município, em um evento tão importante para expor o trabalho desenvolvido na cidade com esses refugiados.

“Nós somos referência nacional, por conta do trabalho que está sendo realizado no atendimento às famílias indígenas Warao. A equipe técnica da Semmasdh trabalha em conjunto, com as demais secretarias municipais para o que toda a assistência necessária, seja realizada a essa polução”, pontuou Jane Mara.

Acolhimento

Atualmente quatro espaços de acolhimento provisório abrigam 79 indígenas venezuelanos. Esses espaços são de responsabilidade da Prefeitura de Manaus, onde são feitas visitas rotineiras por técnicos da Semmasdh para acompanhar a situação das famílias.

A cidade de Manaus já recebeu, também, o reconhecimento do Alto Comissariado das Nações Unidas (Acnur) quando a entidade humanitária esteve na capital para visita dos espaços de acolhimento provisório, no fim do mês de agosto.

Durante a visita a representante da Acnur no Brasil, Isabel Marquez, teve a certeza de que esse trabalho é uma grande referência para qualquer lugar que receba refugiados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here